Conpesa entrega o elevado do Rio Tavares

Atualizado: 15 de Mai de 2019

Nos últimos oito meses antes da abertura para o tráfego, a obra avançou mais de 70%


A prefeitura de Florianópolis e a Conpesa, empreiteira do Grupo Pedrita responsável pela construção do elevado do Rio Tavares, fizeram no sábado, 23 de março, às 6h, dia do aniversário de Florianópolis, a abertura do local para o tráfego de veículos. Iniciada em junho de 2015, a obra ganhou um novo ritmo a partir de agosto do ano passado com a conclusão dos trabalhos arqueológicos e de uma série de desapropriações de imóveis na região. Ao mesmo tempo, a advogada e contadora Regiane Baumgartner assumiu a gestão do Grupo Pedrita. Em menos de oito meses, o serviço avançou mais de 70%.

"Quando assumimos, tive uma conversa muito boa com o prefeito Gean Loureiro e houve o compromisso mútuo de concluirmos o elevado o mais rápido possível a partir de um planejamento físico e financeiro", lembra Regiane. Desde então, os relatórios de andamento do serviço e os contatos com o chefe do Executivo passaram a ser praticamente diários.

 

Novos turnos


"Muita gente não acreditava que eu conseguiria concluir a obra, principalmente por ser mulher. Muita gente criticou, achou que não ia dar certo. Mas agora estamos muto felizes e orgulhosos, eu e todos os funcionários, porque conseguimos entregar esta obra tão importante para a cidade", disse a gestora. "Foi um grande desafio porque havia uma série de percalços, como as pesquisas arqueológicas, as desapropriações judicializadas e as cobranças da comunidade, da imprensa e da prefeitura", lembra. "O que me deu a segurança para assumir o projeto foi o compromisso do prefeito de atuar junto e agilizar os processos", conta. "Além disso, tive o apoio total dos funcionários, a quem eu tenho de agradecer muito", completou a gestora.

Conforme avançavam as desapropriações - e, consequentemente, as possibilidades de expansão do trabalho -, novos turnos de trabalho foram adotados. Em outubro, os serviços que iam até as 17h, foram ampliadas para as 22h e aos sábados até as 15h. E, em 7 de janeiro, foi criado ainda um terceiro turno, com os trabalhos ocorrendo das 7h às 4h de segundas a sexta-feiras. "A adoção desses novos turnos foi o que deu a celeridade fundamental para a obra", avalia Regiane. As últimas desapropriações, em trechos da SC-406, foram feitas na primeira quinzena de fevereiro. E assim, nas últimas semanas, os serviços ocorreram inclusive aos domingos. Nesta quarta-feira, 20, foram encerrados os trabalhos de asfaltamento e de remoção da estrutura de madeira que deu forma e apoio ao viaduto. 


Operários


A satisfação de entregar a obra não é apenas da empreiteira e da prefeitura - também é dos operários. Na sexta-feira, 15 de março, após comandar com muita atenção e nervosismo a derrubada de parte da estrutura de madeira que dava forma e apoio ao viaduto, o supervisor Antônio Patel, 55 anos, revelou toda a sua expectativa sobre a obra: “Imagina passar por esta via, ver esta grande obra e falar: "Eu ajudei a construir"", disse. "É uma graça de Deus conseguir levantar uma obra desde porte em meio ao trânsito de uma rodovia”, comentou Patel, há três anos à frente dos trabalhos. "Quando cheguei ela estava bem no comecinho", contou o supervisor que deixou a família na Serra catarinense e alugou um imóvel nas proximidades do elevado para trabalhar no projeto. "Me sinto realizado, muito feliz de estar entregando uma obra desse porte", definiu.

Funcionário há mais de 20 anos do Grupo Pedrita, o topógrafo Valdir dos Passos, 60 anos, se juntou à equipe na reta final dos trabalhos. Falando junto com o colega, o auxiliar Anderson Silva, 35, também mostrava expectativa pela liberação do elevado. “Esta obra vai desafogar e melhorar a vida de toda a cidade, inclusive dos turistas”, disse Passos.  Anderson já foi morador do Sul da Ilha e ainda tem parentes que moram na região e diz saber muito bem a mudança que será para a vida de cada com a nova via de acesso. "Agora a vida vai melhorar para todo mundo e estamos orgulhosos de participar deste momento".

O trânsito será liberado neste sábado no elevado, mas alguns serviços complementares continuarão sendo feitos pelos operários ainda pelas próximas semanas, como a conclusão das calçadas. Além disso, nos próximos dias a prefeitura assina a ordem de serviço para construção de uma praça ao lado da alça do elevado, na SC-406.

0 visualização

Endereço Rio Tavares

Rod Doutor Antônio Luiz Moura Gonzaga, 2146

Rio Tavares - Florianópolis, SC - CEP: 88048-300

(48) 3231- 4500 

Endereço Biguaçu

Rod BR-101, km-186

Tijuquinhas - Biguaçu, SC - CEP: 88160-000

(48) 3285-0092

  • Facebook - Círculo Branco